EDP investe mais de 3,5 milhões de euros em startups disruptivas

notícias edp

EDP investe mais de 3,5 milhões de euros em startups disruptivas

Segunda-feira 04, Março 2019

Realidade aumentada e inteligência artificial são algumas das áreas de aposta. Em 2018, a EDP Ventures fez o primeiro investimento no Brasil e duplicou investimento em startups.

A EDP Ventures acaba de fechar seis investimentos em startups disruptivas, com soluções ligadas às áreas de negócio da empresa. No total, foram investidos mais de 3,5 milhões de euros em startups de realidade aumentada, manutenção preditiva, inteligência artificial e desenho de parques solares. Metade deste valor foi destinado a startups portuguesas.

A Enging, uma empresa de Coimbra que monitoriza à distância os transformadores de potência das redes de distribuição de energia, através de uma tecnologia inovadora de analítica, recebeu um milhão de euros da EDP Ventures. A startup já está a trabalhar nas redes de distribuição da EDP, que através desta solução consegue melhorar a gestão dos seus ativos e a qualidade do serviço aos clientes.

Também a Glartek, uma empresa finalista do EDP Open Innovation 2016 que desenvolveu uma plataforma de realidade aumentada para manutenção industrial à distância, recebeu um segundo investimento da EDP Ventures no valor de 700 mil euros. Este investimento vai permitir à Glartek começar a internacionalizar-se e crescer a equipa, estimando atingir as 22 pessoas ao longos dos próximos 18 meses.

Estes dois investimentos foram feitos através do EDP CleanTech FCR, o fundo de investimento criado em parceria com a Instituição Financeira de Desenvolvimento S.A. (IFD). Trata-se de um veículo destinado a startups portuguesas, mas também a empreendedores internacionais que queiram mudar-se para Portugal e criar subsidiárias e postos de trabalho no país.

É o caso da PVComplete, uma startup de Sillicon Valley que desenvolveu um software focado no desenho e otimização de parques solares, permitindo reduzir custos e prazos na construção destes parques de energia renovável. Depois de ter recebido um apoio de um milhão de euros da EDP Ventures, esta empresa abriu uma subsidiária no Porto e vai contratar até 10 colaboradores em Portugal no próximo ano.

Mantendo a sua estratégia de apostar em startups promissoras de todo o mundo, a EDP Ventures investiu também em duas empresas de Israel: na Presenso, que desenvolveu uma solução baseada em inteligência artificial, capaz de aprender de forma automática o comportamento de máquinas industriais, antecipando possíveis falhas; e na Sepio, que desenvolveu uma solução inovadora na indústria da cibersegurança, ao permitir aos cliente que identifiquem hardware, como ratos ou impressoras, que contenham vírus ou outras ameaças à segurança das empresas.

Por último, a EDP Ventures fez no Brasil o seu primeiro investimento de cerca de 300 mil euros. A Delfos, uma startup brasileira que desenvolve soluções de inteligência artificial aplicadas à manutenção de ativos de produção de energia, é a primeira a ser apoiada pelo veículo que foi criado no verão passado, para apoiar os empreendedores de um mercado onde o grupo EDP tem cada vez maior presença.

Estes seis novos investimentos vêm dar continuidade à estratégia da EDP na área da inovação. No total, a EDP Ventures investiu em 2018 em 16 startups de oito países, num total de cerca de seis milhões de euros, o dobro do ano anterior. Mais de metade desse valor foi investido em startups portuguesas, fazendo da EDP Ventures um dos veículos nacionais que mais aposta nesta área.

“2018 foi um ano de sucesso para a ligação da EDP ao ecossistema das startups e para a inovação aberta que defendemos e praticamos. Duplicámos o nosso investimento em empresas que estão a mudar o panorama da inovação no nosso setor, estabelecemos parcerias com equipas de todo o mundo e expandimos a equipa para o Brasil, onde estamos agora a identificar novas oportunidades para apoiar o empreendedorismo”, destaca Luís Manuel, administrador da EDP Ventures.

As áreas de foco foram as energias limpas, as soluções de armazenamento de energia, a inteligência artificial, a inovação digital e as soluções ligadas aos clientes, áreas-chave para os negócios do grupo EDP. Desde que foi criado em 2008, os veículos de investimento da EDP Ventures já investiram mais de 30 milhões de euros em 24 startups, que juntas empregam mais de 750 colaboradores e têm mais de 100 milhões de euros de receitas por ano.

Para mais informações, visite https://edpventures.vc/