edp news
Free Electrons

EDP escolhe três startups no Free Electrons para explorar novas soluções de negócio

Quinta-feira 15, Outubro 2020
Eventos
Inovação

A startup inglesa Vyntelligence foi a grande vencedora do programa mundial de aceleração de negócio de startups que terminou hoje. Edição deste ano bateu recorde de candidaturas.

Chegou ao fim mais uma edição do Free Electrons, o programa mundial de aceleração de negócio de startups que liga as mais promissoras startups a 10 das maiores elétricas internacionais. Esta quinta feira, numa cerimónia realizada remotamente, foi anunciado o vencedor desta quarta edição do programa. A Vyntelligence foi a startup escolhida pelas gigantes do setor energético para receber o maior prémio, no valor de 200 mil dólares, por apresentar uma solução de smart vídeo e inteligência artificial que simplifica e melhora a captura de dados, resultando num aumento de eficiência operacional e experiência do cliente.

Além da Vyntelligence, houve mais duas startups - NET2GRID e Chargetrip – que também captaram o interesse da EDP que, através da EDP Comercial, já se encontra a desenvolver projetos-piloto com estas três jovens empresas, encontrando-se a avaliar também projetos-piloto com outras três startups.

 

A Vyntelligence irá permitir à EDP testar a ferramenta de smart vídeo desta startup inglesa que, através de inteligência artificial, facilita a entrega de relatórios de operações no terreno. A catalogação e identificação correta dos vídeos capturados pelos técnicos de campo irão também permitir à EDP otimizar os processos de campo e entregar um serviço mais competitivo.

A NET2GRID desenvolve produtos para clientes residenciais que são vendidos em parceria com fornecedores de energia. A plataforma da NET2GRID reduz o custo de atendimento a esses fornecedores e aumenta o envolvimento do cliente. A EDP irá testar esta solução e avaliar os seus benefícios para o aumento da ligação com o cliente usando dados de smart meters.

A Chargetrip oferece navegação inteligente e planeamento de rotas para veículos elétricos, como uma plataforma SaaS baseada em API. A empresa pretende mostrar que é possível aumentar a autonomia de baterias e ajudar na transição de novos utilizadores de carros elétricos. A EDP vai testar o EV Web Route Planner da Chargetrip que, por sua vez, irá permitir que utilizadores de veículos elétricos em Portugal e Espanha experimentem os benefícios durante os trajetos. As vantagens para condutores de EV incluem um melhor planeamento de viagens, redução da ansiedade relacionada com a autonomia do veículo e a escolha dos melhores pontos de carregamento.

 

“A decisão de avançar para um formato 100% digital aconteceu ainda antes do período de confinamento na Europa, uma vez que fazem parte do Free Electrons outros parceiros da Ásia e Austrália que já se encontravam em estado de emergência devido à pandemia. Cancelar ou adiar nunca esteve em cima da mesa, pois o espírito do Programa é o de “fazer acontecer” e obter resultados. A verdade é que foi uma edição diferente, porém com resultados extraordinários, tal como revelam os números, com os intervenientes fisicamente distantes uns dos outros, mas a interagir de forma digital, recriando o ambiente Free Electrons que prevaleceu ao longo destes 7 meses de trabalho. Estamos todos de parabéns, Utilities, Startups e Beta-i, por tudo o que conseguimos alcançar e por todos os projetos que já estão a decorrer. Foi uma edição incrível!” afirma Carla Pimenta, Head of Startup Engagement at EDP Innovation.

 

Recorde de candidaturas em 2020

Enquanto fundadora do Free Electrons, a EDP já desenvolveu 18 projetos-piloto e investiu cerca de 20 milhões de euros em seis startups ao longo de três anos, sendo que cerca de metade desse valor corresponde à aquisição de produtos ou serviços. Lançado em janeiro, o programa atingiu este ano o recorde de candidaturas, recebendo mais de 850 inscrições de startups de 86 países diferentes. Após o bootcamp inicial, que contou com a participação de 35 startups, foram selecionadas 15 para integrar o Free Electrons e, durante cinco meses, participar nos três módulos mundiais que, devido à pandemia, se realizaram de forma 100% virtual.

Em quatro anos de duração do programa, passaram pelo Free Electrons mais de 130 startups que apresentaram as suas soluções em mais de 1.400 reuniões com as utilities, dando origem ao desenvolvimento cerca de 100 projetos-piloto e investimentos de mais de 50 milhões de dólares.

Os membros fundadores do Free Electrons são a Ausnet Services (Austrália), DEWA (Dubai), EDP (Portugal), ESB (Irlanda), Innogy (Alemanha), Origin Energy (Austrália), SP Group (Singapura) e Tokyo Electric Power Company (Japão). Em 2018, juntaram-se ao programa a American Electric Power (EUA) e a CLP (Hong Kong). O Free Electrons é apoiado pela portuguesa Beta-i.

 

Startups Finalistas

Allume Energy (Australia) - allumeenergy.com.au

AMPLY Power (EUA) - www.amplypower.com

Chargetrip (Holanda) - chargetrip.com

Disruptive Technologies (Noruega) - www.disruptive-technologies.com

EnergyX (Canadá) - www.energyxsolutions.com

FlexiDAO (Espanha) - www.flexidao.com

fos4X (Alemanha) - www.fos4x.de

Future Grid (Australia) - future-grid.com

GridIO (Estónia) - gridio.io

NET2GRID (Holanda) - www.net2grid.com

Ripple Energy (Reino Unido) - www.rippleenergy.com

Soraytec (Noruega) - www.soraytec.com

Tesselo (Portugal) - tesselo.com

Vutiliti (EUA) - vutiliti.com

Vyntelligence (Reino Unido) - vyntelligence.com

 

Entre as finalistas está a Tesselo, startup com sede em Portugal que utiliza imagens de satélite inteligentes para combater desafios ambientais. Fundada em 2017, a empresa opera a partir de Lisboa, onde tem a sua equipa técnica, incluindo engenheiros ambientais, agrónomos e especialistas da indústria. Ao combinar a utilização de imagens de satélite e Inteligência Artificial (IA), a Tesselo fornece informações em tempo real sobre áreas como a agricultura, a floresta e as infraestruturas, com o objetivo de apoiar empresas na prevenção de incêndios ou de danos em redes elétricas, e no planeamento urbano.

 

Interessado em participar? Descubra tudo sobre a edição 2021 do programa e registe-se em https://freeelectrons.org/.