edp news
EDP Mar Sem Fim

6ª edição dos Prémios XXL EDP Mar Sem Fim distingue surfistas portugueses de ondas grandes

Sexta-feira 04, Dezembro 2020
Marca
Eventos
Desporto

Os vencedores foram conhecidos numa cerimónia virtual transmitida em direto a partir do cineteatro da Nazaré

Decorreu ontem, 3 de dezembro, a 6ª edição de entrega de prémios das ondas XXL EDP Mar Sem Fim, na qual foram distinguidos os melhores surfistas de ondas grandes da temporada em Portugal. Na edição deste ano foram submetidas 88 ondas, um recorde na entrega destes prémios e, das 8 categorias premiadas, os destaques vão para João Macedo que surfou a Onda da Temporada e para Nicolau Von Rupp, que voltou a ser o mais premiado, ao vencer os prémios Maior Wipeout e Maior Onda Tow in.

Numa cerimónia virtual a partir do cineteatro da Nazaré, foram ainda premiados Alex Botelho, na categoria de Maior Onda Remada, Francisco Laranjinha com o melhor Tubo.

Na edição deste ano foram novamente atribuídas 3 distinções, para o Rookie e Girl, a Eduardo Garcia e Joana Andrade (que venceu o prémio pelo 4º ano consecutivo) respetivamente e Nuno “Violino” Santos, que foi o distinguido na categoria Irmandade, que premeia o piloto de mota de água que mais ajudou os surfistas ao longo da temporada transata, com o mediático resgate de Alex Botelho na Nazaré.

O Painel de Juízes para esta 6ª edição foi composto por várias personalidades bem conhecidas da comunidade do surf nacional e internacional. O Chefe de Juízes, Eric Rebiere, ex-surfista mundial e entre muitos outros títulos, 2x campeão europeu liderou um painel de juízes composto por Maya Gabeira, João Valente, Jójó Parisot, Rodrigo Koxa, Lucas Chumbo, Michelle de Bouillons, Ian Conseza, Vinicius dos Santos e Miguel Pedreira.

Durante o evento houve ainda uma homenagem ao ator Pedro Lima, surfista e primeiro apresentador da cerimónia de Prémios XXL EDP Mar Sem Fim e um momento musical protagonizado pelo vencedor do Prémio Irmandade, Nuno (Violino) Santos, violinista de profissão, que tocou a “Canção do Mar” de Amália Rodrigues.